quarta-feira, 25 de abril de 2012

Farei.


Não gosto do silencio...
O silencio é minha alma que dança em dois 'eu'...
...o passado voltando para dizer oi.. Infelizmente odeio o passado..
não ele em si próprio, mas sim o que se sucedeu nele,
 eu saberia fingir que isso não pode mais me alterar, entretanto hoje não suporto mais.

Eles fingiram e foi assim que roubaram dias de vida das pessoas ingenuas...
certamente aquelas que eram ingenuas hoje já não são mais.
algumas se transformaram no mesmo que eles foram, outras apenas aprenderam as regras do jogo.

entretanto eu esteja a poucos dias de me transformar em uma louca... ou talvez já seja tarde demais.
...amo uma ilusão... admito é algo momentâneo...
mas amo o sabor de cada uma delas, nos tons suaves aos mais fortes.

...na vasta imensidão do passado estão escondidos os meus dias mais doces e amargos, lembrar deles não me convém...
é correto afirmar... eu vivi do passado, e vivi até quando o passado era só uma lembrança,
 vivi até mesmo quando o passado deixou de ser passado e se tornou apenas palavras verdadeiras ou falsas... contudo aprendi a não me limitar a isso.
.O meu passado fez-me o que sou (...) mas cabe a mim fazer do meu futuro o que eu quero que ele seja.

Fernanda Carolina B.

3 comentários:

  1. Eu apesar de tudo, mesmo minha magoas profundas habitarem meu passado, eu o adoro, meu passado, porque o que eu era ontem, boa ou ruim hoje posso ver que estou um pouco melhor!
    Mas de todos passado, presente e futuro...EU PREFIRO, NENHUM QUER DIZER....Viver como se tudo fosse, e afinal tudo é eterno, tudo vive em nós, em nossas memorias e almas! Lindo texto!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto como vários que já escreveu aqui, achei esse interessante, pois mostra o que todos fomos um dia, com um passado que querendo ou não tem coisas que poderiamos mudar. Infelizmente só podemos melhorar o futuro e apenas isso é o suficiente para tentarmos ser felizes...
    Ah, e muito obrigada pela visita no Embalaço.

    http://www.embalaco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Há coisas que não entendemos. Que mesmo que procuremos as respostas no fundo do mar, em grandes abismos ou nos céus; elas ainda assim chegam a ser tão assustadoramente profundas e incompreensíveis que as deixamos de lado.
    Gosto de ler textos, pois sou uma outra que escreve bastante.
    Aceito a pareceria sim! Obrigada pelo convite, mas uma perguntinha: gostaria que eu fizesse um button igual aos outros que fiz, ou que eu coloque o seu link-me? E se puder seguir lá...
    Beijos.
    agarotadacasa12.blogspot.com

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...