sábado, 14 de abril de 2012

14 de Abril.


...Como viver exitando as palavras com medo da reação dos seres que se encontram ao meu lado?
a vida mudou, eu mudei, mudei para ser feliz, a vida mudou para atrasar-me, para tentar evitar o inevitável..
.Todos os dias havia um breve momento de atrito e o dia que adiante de felicidade.
Hoje porém tudo se transformou criticamente, é um breve momento de felicidade e o resto de atrito..
.Ultimamente só sei agir negativamente com quem ajê negativamente comigo, não sei mais fingir sorrisos, 
não suporto mais permanecer em ambientes tomados pela plena discórdia dos seres...
A solidão não me traz alegria.. mas nunca a desejei como a desejo agora.
O silencio é preocupante, 
mas prefiro o silencio ensurdecedor do que os gritos de ira que se esvaem das bocas deles.

(...) não sei suportar a vida hostil, a futilidade, e tudo que me cerca.
Não sei ser julgada e ficar calada, não sei ser legal com quem eu amo...
é como se para disfarçar sentimentos eu usasse minhas únicas armas para que eles não descobrissem
como se eu o ignorasse apenas para me convencer de que não amo, mesmo quando uma voz inquieta dentro de mim grita em alto e bom som que amo...
amo cada milimetro e palavra.. certamente não sei amar do jeito certo.. 
Entretanto cada qual ama do seu jeito... 
não importa o jeito o que importa é que ama.

Fernanda Carolina B.


".. é incrível como começo a digitar e tenho um foco,
e como meros pensamentos que se esbarram em minhas palavras mudam totalmente o rumo do meu contexto."
14 de abril mais um dia, mais um aprendizado. 

Um comentário:

  1. Olá, adorei seu blog, parabéns!
    estou te seguindo pelo BLOG PARCEIROS.
    ESTOU COMECANDO UM BLOG SE NAO FOR TE ENCOMODAR TEM COMO VC FAZER UMA VISITINHA
    AQUI ESTA O LINK
    http://artemmake.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...