terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Tentativa.


.Quando ela entrou na escola, andando em meio os corredores percebeu que estava só...
.Quando ela sorriu sozinha em um canto qualquer, entendeu o que é tapar a dor usando um sorriso...
Era tímida, seguia sua rotina, morava ali por perto em uma cidade com poucos habitantes,
o silencio a fazia companhia a solidão já era velha conhecida...
de repente uma voz quebra aquele momento de silencio...

- Qual é o seu nome - perguntou uma garota curiosa 

- Carol - respondeu a menina timidamente

- Meu nome é amelia - disse toda contente

.Carol entretanto não sabia o que fazer diante tal situação, nesse momento milhares de pensamentos invadiram sua mente... por mais que ela quisesse sair dali de uma certa forma em algum lugar dela uma voz a dizia para ficar.

- Por que você sempre está sozinha? - quis saber amelia

- Não tenho bons motivos, talvez há algo em mim que não me permita aproximar de pessoas, talvez eu use uma armadura que afasta todos que se aproximam, ou talvez eu seja tímida demais, com medo de me expressar com medo de me liberar... - assim Carol explicou os seus motivos.

- Sempre foi assim?

- Nem sempre, lembro-me dos velhos tempos em que tinha amizades reciprocas... tudo era verdadeiro.

- E então tudo se acabou?

- Eu não sei bem ao certo, talvez hoje eu não me sinta a vontade dividindo segredos com alguém... 
Quando caminho sinto que sou observada, escuto o que eles falam de mim, me julgam sem saber. 

- Mas agora eu estou aqui... posso ser sua amiga 

- Diz isso hoje, por pena que sente, e talvez o que diga ou o que me prometa agora possa vir a ser algo momentâneo.

.Amelia sai deprimida, decepcionada com o fracasso da tentativa...
Carol continuou ali,  com a solidão que há tanto tempo havia feito morada em si... 
ela continuo como sempre, andando pelos corredores, se sentindo isenta de fazer amizades...
preferia viver assim só, ela e a solidão, pelo menos assim ela se sentia despida de culpa,
 se sentia longe de tudo aquilo que a fazia mal... 
.Pena... Carol nunca percebeu que a única que sempre a fez mal foi ela própria.

Fernanda Carolina B.

Gente desculpa o mega post, com certeza vocês perceberam que não é um texto normal né...
sim esse é o meu primeiro conto em que me aventurei, talvez eu continue a escreve-los, ou talvez este seja o primeiro e ultimo... espero que tenham gostado... diga pelos comentários o que achou, enfim devo continuar escrevendo contos ou não?

5 comentários:

  1. Adorei o texto, como todos que já li por aqui. Você tem o dom de escrever coisas de impacto menina xD

    Obrigada pelo carinho, sua visita e comentário no Embalaço.

    Vim lhe avisar: Rolando enigma no Embalaço, concorra a dois presentes on...
    http://embalaco.blogspot.com/2012/02/enigma-quem-e-estrela.html

    Aguardo sua presença ;)

    ResponderExcluir
  2. Que massa adorei flor! lindo o blog!

    Rawar-->>
    http://ianapaulinhaaaa.blogspot.com/
    @ianapaulinhaaaa

    ResponderExcluir
  3. Oi passando para conhecer o seu blog e achei tudo muito lindo, interessante, nem preciso dizer que estou seguindo você já rrs.
    Faço parte dos blogs parceiros nº188
    Venha me visitar segue meu blog tbm e participe do sorteio que está rolando lá
    Bjus conto com a sua colaboração no meu sorteio ficarei muito feliz!!!!!
    http://coisinhascorderosadaannyealves.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Aguarde o resultado do 'Quem é a estrela?' e enquanto isso visite e saiba mais sobre Amy Adams.

    Conto com sua visita.
    http://embalaco.blogspot.com/2012/02/ficha-3-amy-adams.html

    ResponderExcluir
  5. achei legal falaou tudo *--*

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...